Manuel Maria Carrilho

No. of Articles: 132
Newspapers: Diário de Notícias | Público

1. Os equívocos de Sampaio, e não só!...

A esquerda acabou. Se ressuscitará ou não ninguém sabe, mas a esquerda como corpo doutrinário ou ideológico, coerente e mobilizador de valores, capaz de estruturar convicções e projectos alternativos à “ordem dominante", desapareceu.

Written by Manuel Maria Carrilho 10 Dec, 2016
2. Entre o remendo e a alternativa

A vitória de António Costa nas "diretas" promovidas pelo Partido Socialista dá-se num momento em que o socialismo democrático enfrenta o maior desafio da sua história. Um desafio que vai decidir o seu destino, ou seja, a sua revitalização ou o seu progressivo desaparecimento.

Written by Manuel Maria Carrilho 02 Oct, 2014
3. Um novo rumo para a escola

Não vale a pena falar de Nuno Crato nem das "salsichas educativas" do primeiro--ministro. O que é preciso é começar a preparar outro futuro para a escola. E o facto essencial é este: a escola deixou cada vez mais, nas últimas décadas, de transmitir saberes e conhecimentos, valorizando no seu lugar o ato de aprender que, como aqui sublinhei na semana passada, se tornou por sua vez progressivamente mais vago e indefinível.

Written by Manuel Maria Carrilho 25 Sep, 2014
4. A escola à deriva

Segui sempre de muito perto, e continuo a seguir, a educação dos meus filhos. Antes do mais, porque creio ser essa a primeira obrigação dos pais - mas também porque isso me permite compreender melhor a crise da es-cola. E penso cada vez mais convictamente que o problema fundamental que está na origem desta crise não tem a ver com nenhum dos pontos que, em geral, marcam a agenda, seja do Governo seja dos sindicatos.

Written by Manuel Maria Carrilho 18 Sep, 2014
5. Variante ou alternativa?

Gostei do primeiro debate entre António José Seguro e António Costa, o único que decorreu no momento em que escrevo esta crónica. Vi-o com atenção, não só pela gravidade da situação nacional e pelas responsabilidades que os espera, mas também porque vivemos tempos extraordinários e devemos preparar-nos para estar à altura de acontecimentos que vão abalar profundamente a indolência ocidental e pôr em causa os seus dogmas e os seus impasses.

Written by Manuel Maria Carrilho 11 Sep, 2014
6. Esta Europa não vai salvar ninguém

A mais grave consequência do fracasso de François Hollande de que aqui falei na semana passada é, sem dúvida, a de ele vir confirmar, apesar de todas as críticas que lhe fez, a tese dos que dizem não haver alternativa à política austeritária dos últimos anos.

Written by Manuel Maria Carrilho 04 Sep, 2014
7. A bomba-relógio

É hoje claro o fracasso de François Hollande, em França e na União Europeia. Ele foi eleito com base em três promessas fundamentais, em que boa parte dos franceses acreditaram: na retoma do crescimento, na reorientação das políticas da União Europeia e na revitalização democrática, alterando as relações entre a finança e a política, a favor desta.

Written by Manuel Maria Carrilho 28 Aug, 2014
8. A estagnar

DUCHE FRIO Continuamos a olhar para a árvore sem ver a floresta. A focarmo-nos nas previsíveis palavras de Passos Coelho no Pontal e a ignorar os dados nucleares entretanto conhecidos, que põem em causa tanto a estratégia seguida nos últimos anos como os quadros de expectativas criados para os próximos tempos. E esses dados são que a economia está a abrandar, longe de qualquer coisa que se possa chamar retoma. Pelo contrário, os sinais são de aproximação de uma perigosa estagnação, com quebras na procura interna e nas exportações. É o duche frio, e o Governo continua a repetir a mesma lengalenga, sem vigor nem ideias para enfrentar a situação. E da União Europeia não chegam boas notícias, a estagnação é também aqui o traço geral dos dados agora divulgados pelo Eurostat, com a Itália, a França e a própria Alemanha em queda. A Itália entrou mesmo em recessão, a França ficou num crescimento zero e a Alemanha surpreendeu toda a gente, com o seu PIB a recuar 0,2%. De resto, na Alemanha o barómetro dos investidores caiu no último mês de 27 para 8 pontos, o que torna cada vez menos credível que ela continue a ser vista como a locomotiva do crescimento da União Europeia, capaz de diminuir o seu nível de dívida pública, que anda nos 94%, ou de desemprego, que está em 11,5%. E os fatores externos, com a crise russa à cabeça, não vão certamente ajudar...

Written by Manuel Maria Carrilho 21 Aug, 2014
9. O que as profecias às vezes escondem...

Portugal falha na inovação, mas triunfa na excentrici-dade. O que se passa no comentariado nacional televisivo é um excelente exemplo disto. Falo do comentário de referência, porque na maior parte dos casos a situação é de meros papagaios que repetem o que já toda a gente sabe, ou de ruminantes que dizem sempre mais ou menos o mesmo.

Written by Manuel Maria Carrilho 14 Aug, 2014
10. Todos iguais, sem mais?

CÓLERA - O clamor de indignação que tem percorrido o País com o caso BES/GES é um clamor que nasce de um sentimento de justificada injustiça provocado pela crescente perceção da desigualdade com que se trata o povo e os seus aflitivos problemas, por um lado, e as elites financeiras e as suas delinquentes astúcias, por outro lado.

Written by Manuel Maria Carrilho 07 Aug, 2014
more

People

Cavaco Silva (9)
José Sócrates (7)
François Hollande (7)
Sócrates (6)
Jacques Delors (5)

Locations

Europa (37)
Portugal (28)
Alemanha (12)
França (10)
Grécia (9)

Organizations

União Europeia (44)
Governo (19)
Estado (17)
Portugal (10)
Alemanha (9)