Luis Nazaré

No. of Articles: 103
Newspapers: Jornal de Negócios

1. O samba dos infelizes

Não há semana sem diatribes com Angola. É o Luaty e a cleptocracia, é o (neo)colonialismo e a ingratidão económica, é afinal a dança dos que, como confessam alguns editoriais não assinados do Jornal de Angola, fingem que não se suportam mas só têm a ganhar se souberem superar complexos.

Written by Luis Nazaré 28 Dec, 2016
2. Capturados

Quando as primeiras dúvidas sobre a exigibilidade das declarações de rendimentos vieram a público, António Domingues deveria de imediato ter-se disponibilizado para cumprir a regra geral.

Written by Luis Nazaré 29 Nov, 2016
3. Quem quer ser gestor público?

Nunca como hoje as remunerações dos gestores, públicos e privados, foram tão escrutinadas. É um tema especialmente quente em tempos de anemia económica e de hiperexposição mediática, daqueles que ocupam páginas de jornais e animam os debates parlamentares.

Written by Luis Nazaré 26 Oct, 2016
4. Alguém falou em investimento público?

É tempo de política fiscal, afirma Roubini (The Guardian, 26 de Setembro), na defesa de um abrandamento sustentado das práticas orçamentais restritivas.

Written by Luis Nazaré 29 Sep, 2016
5. A ética, a espingarda e o rissol

Ignoro quantos governantes de outros países terão ido a França assistir a jogos das suas selecções a convite de patrocinadores oficiais. Dizem-me que lá fora é prática corrente e que nunca tal suscitou críticas da opinião pública.

Written by Luis Nazaré 24 Aug, 2016
6. De que governo precisa a CGD?

Mais do que uma simples dança de nomes, o caso do futuro conselho de administração (CA) da Caixa Geral de Depósitos (CGD) é um verdadeiro case-study académico na área do governo das sociedades.

Written by Luis Nazaré 27 Jul, 2016
7. Revolutionary School (II)

No campo dos princípios, já quase tudo foi dito acerca do tema dos colégios privados e da sua subsidiação pública.

Written by Luis Nazaré 01 Jun, 2016
8. A roda esquerda

Se até agora António Costa conseguiu surpreender pela sua veia negocial, juntando pontas de cordas bem diferentes num difícil exercício de equilíbrio e tensão, os próximos tempos vão-lhe exigir o pleno das suas capacidades, não só tácticas, mas estratégicas.

Written by Luis Nazaré 27 Apr, 2016
9. Olha o Beethoven!

Conta-se que Beethoven era um homem de péssimo feitio, especialmente nos seus últimos anos de vida e de surdez, de tal forma que as mães vienenses, sempre que queriam impedir as crianças de fazer travessuras ameaçavam: Olha que eu chamo o Beethoven! A simples menção do seu nome era paralisante.

Written by Luis Nazaré 30 Mar, 2016
10. Estranha forma de vida

Os golpes traumáticos na qualidade de vida da maioria da população tiveram uma espécie de efeito anestesiante, tanto à dor como ao prazer.

Written by Luis Nazaré 24 Feb, 2016
more

People

Professor do ISEG Assina (11)
Vítor Gaspar (6)
Goldman Sachs (6)
Durão Barroso (5)
Cavaco Silva (4)

Locations

Europa (43)
Portugal (35)
Lisboa (17)
Estados Unidos (12)
Alemanha (12)

Organizations

Estado (49)
Portugal (32)
Governo (22)
União Europeia (19)
Alemanha (13)